Terça-feira, 17 de Junho de 2008
Ser mãe é isto
 
 

Queria abraçar-te com força, tomar-te nos meus braços e embalar-te pelo dia adentro e até ao fim da noite.

Queria limpar as tuas lágrimas com um pano suave como uma nuvem, tocar ao de leve a tua pele, deixando os meus dedos afagarem cada pedacinho, para te tapar com amor, com desvelo e carinho.

Queria ter a certeza que o céu te cobrirá para sempre de bênçãos, que a tua vida será doce, aprazível, calma como o mar em dia de maré vazia, quando foge da praia e parece plano, um espelho. Queria afastar de ti todos os perigos, todos os males, todas as mágoas.

Mas sei que não é possível e sei também que é assim que deve ser. Porque quem nunca chorou não é um ser humano pleno, quem nunca se arrependeu de algo não vale a pena andar por cá, a gastar palavras e gestos e a fingir que existe.

Porque o teu futuro é hoje, e o que foi ontem e o que será o amanhã e tu guardarás dentro de ti tudo o que viveste, o que doeu e o que te fez rir, numa mistura tão estranha como poderosa.

Porque os que atravessam a vida plenos de certezas, os que nos rodeiam e não sentem necessidade de questionar porque nasce o sol, quem fez as flores ou o que vai dentro de alma se é verdadeiro ou não, ou se tudo o que sentimos é uma fuga, desses não devemos ter nada a não ser pena.

O meu amor por ti será sempre maior que o universo. Porque te sei como tu não sabes, te conheço como ninguém e por estas razões só posso ter orgulho, e não existe dentro de mim sobra de medo do teu futuro, da tua vida. Ser mãe é isto.

 

in Destak 17 | 06 | 2008  



publicado por Luísa Castel-Branco às 10:22
link do post | comentar

17 comentários:
De mimi a 17 de Junho de 2008 às 10:37
Só tendo sido mãe, se poderá entender e sentir o significado deste texto.
Adorei e senti-o no mais profundo do meu ser, sendo eu mãe de 2 filhos.

Adoro a sua escrita e estou ansiosa por ler o livro que editou recentemente.

Espero que continue a escrever por muito tempo.


De Luísa Castel-Branco a 18 de Junho de 2008 às 13:20
Muito obrigada e tem razão, ser Mãe é o mais fantástico sentimento da nossa vida. Por isso mesmo tenho pena de quem o tenta ser e não consegue e um desprezo total por quem, tendo as condições financeiras para poder ter tempo para esta que é o maior desafio da nossa vida, não encontra prazer e satisfação em tal.
Infelizmente, os casos de filhos abandonados não são um problema das classes mais pobres. Há quem pense que o dinheiro paga tudo, mas nós sabemos que amor de mais não é algo que se possa comprar ou vender.


De luciarieicam a 17 de Junho de 2008 às 17:00
E não é mais que isto que os filhos esperam de nós Mães... Sempre um porto de abrigo, um porto seguro...


De Luísa Castel-Branco a 18 de Junho de 2008 às 13:23
É bem verdade. E para quem já tem filhos crescidos, a prova de que continuam a precisar de nós é evidente.
Para mim, o mais difícil é não permitir que o meu amor por eles lhes tire a liberdade.
Mas esta disciplina custa mesmo muito!
Contudo, posso jurar que vale a pena!


De Anónimo a 17 de Junho de 2008 às 17:01
A maior mágoa da minha vida, é não ter tido mãe para me dizer tantas coisas bonitas...


De Luísa Castel-Branco a 18 de Junho de 2008 às 13:26
Como eu dizia no comentário anterior, há tanta gente que quer ser Mãe e o não consegue! Deve ser uma enorme tristeza, contudo, olhe à sua volta e veja tanta gente que não sabe o que a palavra significa.
Por outro lado, acredito que se pode amar como um filho alguém a quem não fomos nós a dar a vida.
Mas se sente essa tristeza então é porque o seu coração é grande e seguramente que sabe amar os outros.
Um abraço.


De Anónimo a 23 de Junho de 2008 às 11:58

olá,

o seu comentário "tocou me" bastante, p isso queria aqui uma palavra de conforto!
não consigo imaginar o q é não ter mãe, mas não podemos ficar agarrados às perdas q sofremos ao longo da vida, há tanto pra dar, esse amor pode sempre projectar se num filho -biológico ou não-, num amigo, num familiar...
a vida é mesmo isto, uma troca de amor!
ame e permita se ser amado!
td de bom!
c.a.


De Raul Martins a 17 de Junho de 2008 às 22:32
A minha esposa hoje chegou a casa com o texto que hoje publicou no destak . Depois do jantar leu o texto à mesa para os filhos. E para mim, claro!
Gostei. Penso que não é só o que é ser mãe, mas ser pai, avó, avô...
E descobri o seu bloque a partir do link que aparece no fim do texto. Vim aqui pedi-lo "emprestado" para o colocar no meu blogue. Se não achar pertinente o que fiz, por favor diga que eu retiro o texto. É uma forma de o arquivar para todos nós. Um abraço com admiração.


De Luísa Castel-Branco a 18 de Junho de 2008 às 13:31
Raul,
Primeiro deixe-me dizer-lhe que me sinto honrada por ter colocado o link do meu blog no seu.
Depois, quando li o seu comentário pus me a imaginar como será a sua mulher.
Por uma razão simples. Durante quase sete anos vivi sozinha com os meus filhos, e nessa altura e mesmo depois tinha por habito recortar noticias interessantes e partilhar com eles ao jantar.
É um orgulho saber que uma Mãe quis que os filhos ouvissem o que escrevi.
E é por isso que as palavras nos unem de uma forma tão magica, sem nos conhecermos, sem saber quem está do outro lado.
Muito obrigada a ambos.


De Sindarin a 18 de Junho de 2008 às 13:00
Olá Luísa boa-tarde! Gostei imenso de ler este ser mãe... e nunca se diz vezes demais...é isto o sentimento, o amor a força e o encantamento. É assim que é ser-se GENTE e gostar de o ser. Adorei completamente. Ñ sei se me permite levar o seu link; mas fà-lo-ei com amizade e admiração. Obrigado por existir. Um beijo amigo.


De Luísa Castel-Branco a 18 de Junho de 2008 às 13:33
Uma vez mais sou eu que agradeço. E é bom saber que não estou sozinha nesta paixão.
Volte sempre.


De Liliana Mota a 18 de Junho de 2008 às 22:08
Olá boa noite! Simplesmente tocante, como um engolir em seco com tanta sabedoria do que é ser mãe. Confesso que me cairam as lágrimas porque é o sentimento que nutro pelos meus dois filhos.
Os meus sinceros parabéns D.Luisa Castelo Branco faço venia as suas palavras.


De isabel salvador a 19 de Junho de 2008 às 08:18
lindo,amei..
ser mãe é lindo,a nossa existênçia,o nosso significado da razão de viver.....

já comprei o livro e já começei a devorá-lo


De Diogo Amancio a 19 de Junho de 2008 às 21:40
Boa noite, isto não tem a ver com os comentários anteriores, mas sou o rapaz que lhe pediu para tirar uma foto no Colégio Miramar....
Sou um grande admirador seu, e gostei muito do discurso que deu no colégio...Muito giro, adorei e muita gente também ...
Quando acheguei à minha fui contar à minha mãe e ela agora também quer ler o livro...
"Sem a minha mãe a minha vida acaba aqui..."
Esta frase penso que é muito dita por aquelas pessoas que realmente gostam das pessoas que estam sempre do nosso lado para nos apoiarem...
Muito Obrigado...


De carla a 20 de Junho de 2008 às 13:31
Luisa

Sou uma pessoa que não dispensa a leitura do seu "cantinho" no Destak às terças feiras!
Tenho vários recortes guardados...mas, hoje resolvi vir aqui ao seu canto e, não podia deixar de adicioná-la ao meu! Estou ansiosa por comprar o seu livro!

Ser Mãe é tudo isto.... senti palavra por palavra...
É tudo isto que Eu sinto ... Nosso Amor pelos nossos filhos é tudo isto... Como é bom ser MÂE!!

Luisa Obrigado POR EXISTIR!

Beijo desta sua fã incondicional






De Sindarin a 20 de Junho de 2008 às 14:59
Boa tarde Luísa. Agradeço-lhe mto a sua visita e gostaria k me desse a sua opinião sobre um novo cantinho k tenho http://cristaisdegelo.blogs.sapo.pt só porque gosto mto do k escreve não por outro motivo qualquer. Prezo mto a sua opinião. è uma honra ter a sua visita, obrigado. Um grande beijinho e um óptimo fsemana!


Comentar post

.links
.pesquisar neste blog
 
.mais sobre mim
.tags

. todas as tags

.arquivos

. Março 2013

. Janeiro 2013

. Setembro 2012

. Maio 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Fevereiro 2007

. Dezembro 2006

. Setembro 2006

blogs SAPO
.subscrever feeds