Quarta-feira, 30 de Julho de 2008
Boas férias!
 
 

«Na noite em que nasceste, madrugada adentro, coisas estranhas aconteceram. À hora exacta em que o teu corpo deixava, finalmente, o corpo da tua mãe, os galos desataram a cantar como se o Sol já tivesse nascido. Eram três horas da madrugada. Os animais do curral foram tomados por uma estranha inquietação e de um momento para o outro um barulho ensurdecedor tomou conta de tudo. O pessoal da terra saiu à estrada, todos sabiam que a tua mãe estava a parir, mas ninguém associou as duas coisas, não senhora. O que pensaram (...) era que vinha aí um tremor de terra, que a seguir aos animais seria a vez da besta que vive dentro da terra começar a rosnar. Mas não. As pessoas esperaram em vão e depois cada uma voltou para a sua cama. Eu, nos entretantos, cuidava da tua mãe com a ajuda da Ti Clotilde. Eras o sexto filho e a tua mãe estava já habituada às dores, aos sangues e ao resto. Amarrei o cordão umbilical, enrolei-o em serapilheira e enterrei-o, mais tarde, no fosso ao cimo do monte. Dizia eu que a tua mãe estava já habituada, o que não quer dizer que as dores fossem menores, e no meio daquilo tudo deve ter sido a única pessoa do lugar que não deu pela loucura dos animais quando a tua cabeça saiu dela. Puxei-te para fora das entranhas da tua mãe e a primeira coisa que vi foi uma juba cor de fogo. Confesso que me assustei. Não por ver um nascido com tanto cabelo, mas a cor era tão forte que parecia iluminar o quarto. Limpei-te e, pegando-te pelas pernas, mostrei-te à Joaquina, que olhou o teu corpo, a juba cor de laranja e disse apenas: - Mais uma cachopa para alimentar! Em cinco filhos, a tua mãe só tinha um rapaz e agora chegavas tu, mais uma fêmea. Depois, ainda a arfar, disse-me: - Ó Ti Maria da Graça, mostre-me ai o que é que ela tem na cabeça.»

in Alma e os Mistérios da Vida, Oficina do Livro, 4.ª edição

in Destak 29 | 07 | 2008 



publicado por Luísa Castel-Branco às 10:01
link do post | comentar

7 comentários:

Comentar post

.links
.pesquisar neste blog
 
.mais sobre mim
.tags

. todas as tags

.arquivos

. Março 2013

. Janeiro 2013

. Setembro 2012

. Maio 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Fevereiro 2007

. Dezembro 2006

. Setembro 2006

blogs SAPO
.subscrever feeds