Terça-feira, 12 de Agosto de 2008
Nada

Eu a olhar para a vida e a vida a olhar para mim.

A vida sentada na cadeira de balouço com uns olhos transparentes e que me fixa como se fosse uma espada, não uma carícia mas uma espada que dói dentro do coração.

E eu a olhar para a vida e a pensar: O que estou a fazer de errado? Porque nunca consigo ser igual aos outros, sejam eles quem forem, mas simplesmente igual sem desassossegos de alma e noites em branco?

Que queres tu de mim? Para onde me levas ou porque não me levas para lado nenhum e me deixas para aqui perdida como uma idiota, à deriva, à mercê de tudo e todos e principalmente de mim?

Mas a vida já não me olha. Virou os olhos que são transparentes que apenas reflectiam a minha imagem e nada mais e agora deixou-se ficar, também ela queda a olhar lá para fora, para a ondulação das arvores.

Depois volta a cabeça na minha direcção e abana-a  com uma ar de comiseração, de pena, desistência.

Levanta-se e parte.

E eu para aqui fico, com os braços vazios e as mãos cheias de inutilidades que vou apanhando aqui e acolá, talvez eu consiga fugir se me esconder, mas onde?

Ah! Tanta gente feliz que por ai anda sem o saber! Tanta gente que acorda e se levanta da cama e respira, só isso, sem este buraco dentro do corpo!

Para onde foste vida que eu não te consigo seguir?


música: n

publicado por Luísa Castel-Branco às 11:12
link do post | comentar

4 comentários:
De Anónimo a 14 de Agosto de 2008 às 01:49
Luísa, tenha calma que a vida é curta e nós (eu e você) já não vamos viver tanto como o que vivemos.
Aprecie as pequenas alegrias, os pequenos gestos, os belos e fugazes momentos e não perca tempo a pensar em tristezas, não vale a pena!



De Patrícia a 16 de Agosto de 2008 às 22:32
É impossível não vir aqui visitá-la...
Desejo-lhe sossego. Tranquilidade. Gosto de si pelo que é. Gosto de si assim, simples e sincera. Acho que vai encontrar o que quer, não desista. Volte a sorrir , enfrente os obstáculos e não deixe de escrever.
Beijinhos


De F R E Y J A a 18 de Agosto de 2008 às 16:32
Luísa,

Chamo-lhe, ao post e ao tema, insanidades. Devaneios da alma...?!
Resolvi sair do escuro porque me senti nas suas palavras. Aqui lhe deixo o Link no nome para as minhas insanidades...
E o que mais pode acontecer?
... Bem... isso depende de como me vê!

Abraço solidário,

Sofia N.


De tresgues a 19 de Agosto de 2008 às 10:04
"Porque nunca consigo ser igual aos outros (...) sem desassossegos de alma e noites em branco?"
Ainda nesta noite, de melgas ;)) que não me deixaram dormir, pensei nisso. Mas... Mas... É só um breve pensamento que depressa se vai porque o afasto. Porque o quero fastar. Posso e sei.
E não será, assim mesmo, a vida de toda a gente?
Ou anda por aí toda a gente a pregar aos "sete ventos" as suas tristezas? E mesmo que as "preguem", as nossas, porque as sentimos na pele, são sempre piores do que as deles - já dizia a minha avó. :)
Pois é isto a vida! É para isto que cá estamos! Para as alegrias e para as tristezas, para o bem e para o mal, para a saúde e para a doença, para a Vida e para a morte. É um casamento, assim à moda antiga. Mas não nos convém nada, mesmo nada, divorciarmo-nos dela! Da Vida, não! Nunca.

"Tanta gente feliz que por aí anda sem o saber!" Já pensou que pode ser uma delas? É uma delas. Tanta coisa boa que tem. Às vezes é só um pouco da tal história do "copo meio vazio"... Pode ser a mesma coisa. Mas a maneira de ver é bem diferente. E faz tanta diferença na pessoa que assim pensa!
Não lhe digo para pensar nisso, porque decerto, pelo que conheço de si, já pensou.
Mas foi só uma "achega".
Só lhe quis dizer: Eu faço assim. Não me tenho dado mal. A Luísa faz como quiser! ;)))

Não me leve a mal.
Um pouco de boa disposição faz-nos bem.
A vida encarrega-se do lado menos positivo
Fique bem.
Às vezes passo para ler.
Gabriela


Comentar post

.links
.pesquisar neste blog
 
.mais sobre mim
.tags

. todas as tags

.arquivos

. Março 2013

. Janeiro 2013

. Setembro 2012

. Maio 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Fevereiro 2007

. Dezembro 2006

. Setembro 2006

blogs SAPO
.subscrever feeds