Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2006
Princesa

Desenhei-te umas asas e tu levantaste voo.

Pintei o céu de rosa, as estrelas de verde e a lua vermelha e tu para sempre os acreditaste assim.

Expliquei-te o mundo devagarinho para que não tivesses medo do escuro, do som das palavras dos outros porque o silêncio era e é em ti uma segunda pele.

Inventei um mundo só nosso, onde tu, os teus irmãos e eu vivíamos como se habitássemos uma ilha mágica e apenas visitávamos o mundo dos outros nas horas de expediente.

Lambi as tuas lágrimas, apreendi a tua forma de ser como parte desse mistério fantástico de ver crescer um ser humano.

E tu pegaste nisso tudo, embrulhaste as nossas memorias, os nossos risos e lágrimas e transformaste-te nesse ser humano poderoso que és.

E cantas, e danças e sobes ao palco e transformaste e eu sei, bem dentro do meu coração de Mãe, que apenas ali te permites a ti mesma ser aquela.

A outra, minha filha, continua a aninhar-se nos meus braços, mesmo quando aqui não estás, a pedir ajuda, mesmo quando as palavras não saem e com o mesmo medo do mundo que sempre teve.

Apenas o amor de Mãe tem o poder dos deuses , anjos e arcanjos.


música: My Baby just cares for me- Nina Simone

publicado por Luísa Castel-Branco às 23:47
link do post | comentar

9 comentários:
De a 15 de Dezembro de 2006 às 11:58
fiquei surpreendida com o seu blog está fantastico !
quero desejar-lhe um santo e feliz natal na companhia dos que mais ama!


De Anónimo a 15 de Dezembro de 2006 às 14:35
Texto com uma enorme sensibilidade e humanismo que só uma mulher e mãe, tem razões para sentir assim.

Kafka2000.blogspot.com


De Social mas Light a 15 de Dezembro de 2006 às 17:37
Boa tarde Luisa,
Li este post e enterneceu-me a forma de olhar que tem sobre a sua princesa.
E tem razões para isso, pois herdou concerteza muito da "rainha" Luísa.
Por momentos senti falta da minha "rainha" que partiu à cinco anos e que também ela me olhava de forma especial.
Por isso digo! Vale a pena dizer o que se pensa.
Fiquem bem a "Rainha" e a "Princesa"


De aideles a 16 de Dezembro de 2006 às 10:08
Palavras doces e delicadas.... muita verdade e muito sentimento junto. Palavras caras? Talvez, visto hoje em dia ser tudo caro, mas um preço que até apetece gastar, pois sabe tão bem ler isto, por uma pessoa dona e senhora de si, muito segura no que faz e por quem tenho grande respeito..

Muito cumprimentos e parabens pelo post...

Jinhos madeirenses


De Eunice a 17 de Dezembro de 2006 às 16:50
O amor de mãe tem uma magia singular...
Belo texto! Que profundidade! =)


De http://shakermaker.blogs.sapo.pt a 19 de Dezembro de 2006 às 11:05
Ora viva!

Estou a fazer publicidade enganosa e descarada no seu blog mas como já estou naquela fase em que faço tudo o que me apetece e todos me ignoram pois já estão habituados, então cá vai...
Começou a atribuição dos blogjobs do shakermaker.
Por isso, já pode confirmar se foi um dos contemplados com tão desprestigiante galardão.
Atenção: não tome isto como desconsideração. Afinal, isto é apenas uma brincadeira e se não fosse um visitante quase assíduo deste blog não viria aqui de todo.
Já agora, aproveito também para lhe desejar Boas Festas!

Um abraço...
shakermaker


De elmanofilo a 20 de Fevereiro de 2007 às 09:04
Parabéns. Gostei desta sensibilidade de Mãe, desta capacidade de enfrentar o quotidiano tendo a capacidade para "lamber as lágrimas"...

Amor de Mãe elevado ao máximo expoente...

www.rouxinoldebernardim.blogspot.com


De joana alves a 20 de Fevereiro de 2007 às 11:19
Que linda declaração de Amor! Revi-me em cada palavra sua, desejei espelhar na minha casa o reflexo da sua! Simplesmento soberbástico!


De Ermelinda a 24 de Agosto de 2007 às 15:12
Retratei-me no seu post. Tenho um filho com um ano, e assim como a Luísa escreveu sobre a sua filha, gostaria de puder sentir o mesmo orgulho. Porque ser Mãe não é fácil e muitas das vezes queremos transmitir bons valores e princípios num mundo cada vez mais sem valores e fico perdida sem saber se vou consegiur passar esses valores de forma a ele se transformar num pessoa boa, com valores, com coração e humildade.
A partir do momento que fui Mãe descobri em mim uma nova mulher, e a minha vida adquiriu um sentido diferente. Ser Mãe é "divino" se assim se pode dizer.
Um beijinho grande.


Comentar post

.links
.pesquisar neste blog
 
.mais sobre mim
.tags

. todas as tags

.arquivos

. Março 2013

. Janeiro 2013

. Setembro 2012

. Maio 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Fevereiro 2007

. Dezembro 2006

. Setembro 2006

blogs SAPO
.subscrever feeds