Terça-feira, 9 de Dezembro de 2008
Notícia de última hora: o PSD fechou
 
 

O que os portugueses pensam sobre a classe política todos sabem.

O País parece dividir-se entre os que considera que "eles são todos iguais" e os outros, nomeadamente os jovens, que nem sabem quem são nem querem saber.

O que se passou no Parlamento, com a ausência de 30 deputados do PSD, foi mais uma boa ajuda.

Aliás, o PSD vem contribuído desde há muito não só para o descrédito da classe política mas e principalmente para esta noção de que como partido não é alternativa a coisa nenhuma. Surpreendidos com as sondagens que dão a maioria ao PS? Só quem estiver distraído, porque numa democracia em que não existe oposição o povo pensa que aquilo que tem é melhor do que nada.

A esperança da chegada de um novo D. Sebastião terminou com a geração que ainda estudava história, o que significa que já ninguém se recorda dessa imagem do salvador vindo das brumas.

O Bloco de Esquerda ultrapassa nas sondagens o Partido Comunista? Não são ventos de mudança. Apenas votos de descontentamento num partido que nunca poderá ser governo mas pode ser a consciência do regime (a dita esquerda do caviar e do champanhe!).

À direita, Paulo Portas, representante de um partido com meia dúzia de votantes, continua a não deixar passar uma oportunidade para atacar o Governo sem quaisquer consequências.

Quanto ao PSD, o nosso muito obrigada a todos os militantes que votaram Manuela Ferreira Leite pelo serviço prestado ao País. Pior era impossível.

No meio disto tudo, que se trame Portugal e a democracia!

O PSD fechou as portas e apenas quem por lá anda a brincar nos corredores da sede nacional ainda não deu por isso.

in Destak 09 | 12 | 2008  



publicado por Luísa Castel-Branco às 17:14
link do post | comentar

1 comentário:
De Sílvia Abreu a 4 de Janeiro de 2009 às 20:43
Bem-haja Luísa,
não sei como a abordar, ja que sou uma jovem de 16 anos, apenas, que se deixou deslumbrar pela qualidade da sua obra "Alma e os Mistérios da Vida". Uma pessoa bastante querida ofereceu-me este livro e, como um simples mas intenso gesto de amor que habitualmente demonstra, fez com que eu tivesse curiosidade em descobrir qual a mensagem que o texto me iria transmitir. Não tenho palavras para descrever o que senti ao ler este livro, pois um livro de qualidade é aquele em que nos sentimos a viver cada palavra que lemos! Impressionou-me bastante a maneira como ao retratar um modo de vida que existiu, conseguiu criar um enredo perfeito e que nos transmite, a nós leitores uma grande lição de vida! Mas se esta sociedade cujo modo de vida não era compreendido por muito boa gente, não tivesse existido, a sociedade não se teria desenvolvido chegando ao nível em que se encontra hoje em dia!
Os meus sinceros parabéns! E que venham mais...
Sílvia


Comentar post

.links
.pesquisar neste blog
 
.mais sobre mim
.tags

. todas as tags

.arquivos

. Março 2013

. Janeiro 2013

. Setembro 2012

. Maio 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Fevereiro 2007

. Dezembro 2006

. Setembro 2006

blogs SAPO
.subscrever feeds