Terça-feira, 13 de Outubro de 2009
Um erro não justifica outro? Resposta a uma leitora

 

Rita disse sobre Maitê Proença - Que tal proibir-lhe a entrada no País? na Terça-feira, 13 de Outubro de 2009 às 13:20:

     
 
Bom dia Sra Luísa Castel-Branco

Maitê errou ao fazer a matéria para a GNT…..
A senhora talvez não pensou na responsabilidade de escrever e divulgar artigos como este .
Um judeu entregou Cristo por algumas moedas, e o Império Romano matou e crucificou um Homem, apenas porque dizia que era filho de Deus…Seria verdade esta afirmação ? Sendo afirmativa, justifica-se então o acto praticado ? Um caso para se refletir….
Hitler incitou toda uma Nação contra os Judeus pois eram considerados Inferiores... Hitler nem era alemão. Era de nacionalidade Austríaca…Mas os alemães mataram…
Houve a Ku Klux Klan que matavam os negros e começou com uma brincadeira de 6 meninos….

Todos tinham em comum Idéias e Ideais….e um povo que ouviu. Alguns obedeceram, outros se calaram..e quem cala consente, diz um dito popular.

Será este o caminho em pleno Século XXI ????

A começar pelo titulo da matéria , o texto. Seria bom repensar nas palavras ditas, escritas que trazem reacções que merecem ser analisadas dentro deste contexto..
Todo o povo Brasileiro ou as pessoas brasileiras que aqui moram, trabalham e contribuem com o crescimento de um País merecem ler comentários com palavras de tão baixo calão que estão a ser publicadas nos Comentários do jornal Destak ?
Alguns brasileiros, envergonhados se desculpam…E os restantes comentários são de todo uma lástima .
Triste, não é mesmo senhora Luísa ?
 
Caríssimos leitores,
Tenho colocado on-line todos os comentários que me chegam ao blog. Resolvi escolher apenas este para eu própria dar resposta.
Gostaria de dizer à Rita que não me arrependo minimamente de ter escrito o artigo que escrevi no Destak e de ter divulgado o vídeo que a Senhora Maitê Proença fez para o programa Saia Justa no canal GNT.
Sendo eu também uma profissional da televisão, mais razões ainda tenho para proceder a esta divulgação.
Em primeiro lugar se eu ou qualquer outro apresentador de televisão/actor/ etc. apresentasse uma peça deste tipo não haveria uma única televisão portuguesa que a colocasse no ar.
Porque existem critérios que têm que ser seguidos pelos profissionais e mesmo numa época em que programas como o Big Brother entraram no voyeurismo total, o insulto gratuito a um povo não é admissível em nenhuma televisão de nenhum país civilizado.
Que fique bem claro, e já hoje prestei estas declarações num noticiário televisivo, que a atitude inqualificável da Senhora é uma injuria para com todos os portugueses mas também para com toda a comunidade brasileira a residir em Portugal, hoje em dia o maior grupo de emigrantes no nosso país, tendo ultrapassado os emigrantes de países de língua portuguesa.
Insulto porque falamos de gente trabalhadora, gente que vem em busca de uma vida melhor, tal como o nosso povo fez durante décadas.
E quer no Destak on-line, quer aqui, a Rita pode ler vários comentários de compatriotas seus que se sentiram, tal como nós, ofendidos.
Quanto às comparações que apresenta no texto, é óbvio que não fazem qualquer sentido.
Não escrevi um artigo a incitar ao ódio ou a fomentar a falta de respeito pelos brasileiros.
O que fiz sim, e é um direito que a Democracia Portuguesa me dá, é revoltar-me contra os insultos, a ignorância e a prepotência da dita Senhora.
E afinal, o dito vídeo já circulava, já existiam queixas na Embaixada Brasileira.
O que significa que outros cidadãos se consideraram também eles ofendidos.
O facto de eu poder chamar a atenção para este acontecimento tão triste, só dá mais razão ao meu artigo.
E que fique bem claro que, acredito sinceramente que nós portugueses não estamos a ter uma atitude mesquinha contra uma figura publica reconhecida no Brasil como em Portugal, por mera inveja.
Porque por mim, caríssima Rita, notoriedade já tenho que chegue e não espero absolutamente nada a não ser um pedido de desculpas, da dita Senhora, do programa Saia Justa e do canal GNT.
Não a mim, mas a todos os meus concidadãos.
 
 
Luísa Castel-Branco
 


publicado por Luísa Castel-Branco às 17:58
link do post | comentar

11 comentários:

Comentar post

.links
.pesquisar neste blog
 
.mais sobre mim
.tags

. todas as tags

.arquivos

. Março 2013

. Janeiro 2013

. Setembro 2012

. Maio 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Fevereiro 2007

. Dezembro 2006

. Setembro 2006

blogs SAPO
.subscrever feeds