Terça-feira, 10 de Novembro de 2009
“Não Digas a Ninguém”

 

 

 

Olho para o livro em exposição na livraria e pergunto a mim mesma: quem o terá escrito?

Vejo o meu nome e não reconheço mais de um ano de trabalho, bloqueios, crises e a vida, sempre a realidade a pesar-me nos ombros como um casaco molhado.

É bem verdade o que me diziam os escritores que entrevistei: Quando as palavras são impressas não mais nos pertencem.

São como o filho que abandonou cedo de mais o lar, cresceu e anda por ai, nas ruas, nos braços de outros.

Sensação tão estranha esta. Ouvi há poucos dias dizer Lobo Antunes (o gigante): "...sinto-me como um ladrão quando recebe um prémio ou um elogio. Não fui eu que escrevi o livro, apenas sou um transmissor das vozes que ouço e o destinatário é o leitor"

São efectivamente vozes que nos perseguem dia e noite, nos dominam o corpo.

Exigem que as tornes reais, nesse outro mundo que existe do lado de lá, e quando dou por mim passei para esse mundo irreal onde a realidade é muito mais plausível, concreta.

Até à ultima palavra de um romance, as vozes dominam-me e não o contrário.

Não posso dizer que vai ser assim e assim. Não me deixam.

Mas é bom saber que grandes figuras da literatura vivem assim, dia após dia.

Li que ninguém escolhe viver nesta duplicidade, que é ao mesmo tempo uma maldição e uma bênção.

Sinto-me como se estivesse à beira do precipício e não conseguisse deixar de olhar, fascinada, maravilhada, certa que estou de que ganharei asas quando saltar.

 

Nunca tive escolha. Tenho que escrever todos os dias e compulsivamente e se sempre o fiz, agora vivo numa luta contra o tempo.

Dar início a esta aventura aos 54 anos é, uma vez mais, lutar contra a ordem das coisas.

Só espero que os leitores partilhem desta minha "viagem" com o mesmo prazer como aconteceu com "Alma e os Mistérios da Vida".

Basta uma só pessoa sentir-se tocada pela minha história, e terá valido a pena.

 

 

 

 

 



publicado por Luísa Castel-Branco às 11:02
link do post | comentar

17 comentários:
De Sandra Melo a 11 de Novembro de 2009 às 21:56
Olá Luísa
Estou ansiosa por ler o seu livro, de certeza que vou adorar. Depois digo algo.

Abraço

Sandra Melo


De Rute C. a 13 de Novembro de 2009 às 23:51
Acho que já sei o que o Pai Natal me vai oferecer este ano :P

Há pouco tempo fiz anos e foi com muita alegria que recebi o seu livro "Alma e os Mistérios da Vida", estou quase a acabar de o ler e simplesmente tem sido uma surpresa muito agradável e tenho um pressentimento que este será ainda melhor, pelo menos despertou-me uma enorme curiosidade.

Só lhe peço uma coisa, se algum dia vier ao Porto dar uma sessão de autógrafos, anuncie no seu blog, seria com a maior das alegrias que lhe pediria para assinar os livros e poder dizer-lhe um "olá" pessoalmente =)


De Maria a 14 de Novembro de 2009 às 00:50
Luisa gostei imenso do seu texto! Parabéns pelo novo livro!


De Ana a 15 de Novembro de 2009 às 15:25
Alma marcou muito e este certamente que também


De César Ramos a 16 de Novembro de 2009 às 14:26
Luísa,
Concordo inteiramente c/o seu texto. Mas,... não digo isto p/ser agradável! se tal não fosse, calava-me!

Bonita alma que assim sente estas coisas !... por mim, só reconheço o que me sai menos bem, p/não dizer mal; a asneira persegue-me torcionariamente
sempre! e ás vezes, não posso voltar atrás!... uma delas foi,... ter nascido!
Prometo q não vou dizer nada a ninguém, juro!... mas depois de ter a s/nova obra, vou contar a toda a gente! (...)

Desobedecer e transgredir faz bem,
e é giro!

Aceite os m/s cumprimentos

César Ramos


De Rita Isabel a 17 de Novembro de 2009 às 01:23
Boas noites,

ouvi-a hoje nas tardes da Júlia e despertou-me a curiosidade para ler o livro.

abraços,
R


De Fernando a 18 de Novembro de 2009 às 17:05
Ontem adquiri o seu último livro. Vai ser a minha leitura desta semana.

Há tempos atrás li a Alma. E fiquei deslumbrado. Ainda hoje é um dos livros que recomendo aos amigos.

Há muitos anos, na cidade de Santarém, conheci uma jovem adolescente que, salvo erro, também se chamava Luisa Castelo-Branco.

Ambos pertenciamos ao movimento Oasis , um movimento de jovens católicos. Ela andava no então Colégio Andaluz. Cruzamo-nos num retiro no Lar Andaluz.

Será concerteza outra Luisa (se é que era mesmo Luisa , porque a memória por vezes atraiçoa).



De Ana Filipa Oliveira a 18 de Novembro de 2009 às 18:14
Sou uma portuguesa de 29 anos que mora há quase um na Alemanha. O meu grande sonho é escrever um livro. E ando sempre a prometer a mim mesma que "este ano é que é", mas não sei o que se mete entre mim e a criação. As vozes, às vezes muitas, outras vezes quase nenhumas - nem se sentem, andam por aqui. Parabéns, por com 54 anos, já estar no seu segundo romance. Quando vi a apresentação do mesmo, salvo erro no Só visto!, pensei "Nunca é tarde para começar!" Os livros ainda não me tocaram, pois ainda não os li. Mas as suas palavras, sim, foram uma inspiração para mim.
Visite o meu livro, leia-se blog, em Coisas Banais - http://coisasbanais.blogspot.com. Terei muito prazer em recebê-la por lá. Até breve.


De Paula C. a 19 de Novembro de 2009 às 13:03
Olá Luísa,

Comecei a ler o seu novo livro.
Gostei imenso do primeiro, tocou-me bastante. Agora,
apesar de ainda estar no início, já me conseguiu agarrar e estou bastante curiosa com o que vai acontecer com aquelas amigas naquele fim-de-semana. Gosto muito da forma como escreve, muito directa.
Vou continuar a "viajar" pelo seu livro, depois dou
notícias quando chegar ao "destino final", com as
minhas impressões finais sobre este "Não digas a ninguém".
E... acho que "vou dizer aos meus amigos" para o lerem também...

Um beijo enorme

Paula


De Sandra Melo a 19 de Novembro de 2009 às 19:47
Acabei...Adorei... simplesmente fabuloso mais uma vez... já estou à espera de outro. Como sempre consegue escrever de uma forma espectacular, consegue descrever os sentimentos de uma forma tão real.
Um grande abraço desta grande fã.
Sandra Melo


Comentar post

.links
.pesquisar neste blog
 
.mais sobre mim
.tags

. todas as tags

.arquivos

. Março 2013

. Janeiro 2013

. Setembro 2012

. Maio 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Fevereiro 2007

. Dezembro 2006

. Setembro 2006

blogs SAPO
.subscrever feeds