Sexta-feira, 20 de Novembro de 2009
O QUE EU NÃO SEI

 

 

 

 

 

 
Vivo rodeada por espelhos mágicos, como aqueles que existiam na Feira Popular quando eu era miúda, e cada um mostrava a nossa imagem de formas distorcidas e todas diferentes.
Espelhos e portas.
Portas que aparecem de repente, no meio da sala de reunião onde estou, onde devo estar atenta às palavras dos outros.
Contudo, elas surgem do nada. Uma porta, sem parede alguma, seguida de outra e outra.
Por vezes transformam-se num labirinto, um dos meus medos mais profundos.
Medo tão grande e estúpido que em tempos trabalhei com um membro do governo que tinha na sua sala, bem por detrás da secretaria e respectiva cadeira, um enorme quadro com o desenho de um labirinto.
Nunca consegui arranjar forças para explicar ao senhor porque não conseguia olha-lo nos olhos.
Nos meus pesadelos os labirintos são algo de constante e antes mesmo de me perder e desistir de encontra a saída, sufoco em pânico.
Que estupidez!
Como as portas e os espelhos que me surgem em todo o lado e durante o sono.
E por vezes, não resisto mais e atravesso-as. E do outro lado estão as personagens que aguardam que eu lhes dê voz, numa fila longa até perder de vista.
Estendem-me as mãos e eu digo que sim, prometo que um dia, mas recuo e volto a sair.
Há uma porta que sei não poder transpor.
É como se tivesse a certeza que por detrás dela está a desistência total da vida, o baixar os braços para sempre e nunca mais sonhar.
Sei exactamente qual é essa porta e conto os passos que irei dar até lá chegar.
É contra esse momento que luto todos os dias, numa tentativa tão forte de que a realidade não me destrua.
Nada em mim é normal. Vivo só e contudo movo-me acompanhada por dezenas de vozes sem rosto que exigem tudo de mim.

 


tags:

publicado por Luísa Castel-Branco às 13:48
link do post | comentar

3 comentários:
De César Ramos a 21 de Novembro de 2009 às 17:47
Pensa que escreveu um texto em prosa? Não. A Luísa acabou de postar um poema belo, cheio de verdades que equacionam a Alma...!

Não sejamos supersticiosos, porque dá azar, mas evite durante essas passagens quebrar espelhos! Já viu o que era estarmos 7 anos sem a ver?
Isso sim, era de um azar diabólico!

Maldita bruxa da Branca de Neve que tais espelhos malfadou! Olhe! Os espelhos têm é inveja de si!... e percebe-se porquê!... só um cego é que não atinge ...!

Não é curial,... mas neste caso, faça assim: feche a porta para trás das costas!

(...) há outras portas que abrem caminhos novos e se fecham para trás das 'chatices' do mundo presente...!

Gosto em lê-la...
César


De paula santos a 22 de Novembro de 2009 às 14:36
ola admiro-a imenso como mulher tenho ouvido as suas entrevistas na tv e sigo o seu trabalho e acho que tem toda a razão quando fala dos nossos jovens que não querem fazer nada.


De Lucilia Sampaio a 24 de Novembro de 2009 às 03:54
Ola Luisa,

Vivo na Australia e vi o lancamento do seu ultimo livro "Nao digas a ninguem" no "So Visto".
Gostava de o ler, mas tentei procurar na Net onde compra-lo e nao consigo encontrar nenhuma informacao. Se pudesse dar-me alguns contactos era porreiro.
Boa sorte para o seu livro.

Fique bem

Um grande abraci da terra dos cangurus

Lucilia Sampaio


Comentar post

.links
.pesquisar neste blog
 
.mais sobre mim
.tags

. todas as tags

.arquivos

. Março 2013

. Janeiro 2013

. Setembro 2012

. Maio 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Fevereiro 2007

. Dezembro 2006

. Setembro 2006

blogs SAPO
.subscrever feeds