Terça-feira, 15 de Junho de 2010
Porque não se calam?!

 

As notícias repetem-se dia após dia, sempre as mesmas: As fraudes, a corrupção, as mentiras ou meias verdades dos políticos, as reformas principescas de alguns, os ordenados principescos de outros, as comissões de inquérito que não chegam a conclusão nenhuma, o ministro que hoje diz uma coisa e amanhã outra, o secretário de Estado que desmente o ministro.

O processo Casa Pia, Face Oculta e todos os outros que se arrastam como cadáveres em decomposição. Há TGV ou não? E as pontas e o aeroporto?
Ninguém sabe. Ninguém consegue perceber onde começa e acaba a verdade dos factos, ou se esta se adapta consoante quem a diz ou escreve. E depois os comentadores económicos! Basta ouvi-los para nos sentirmos tentados a um suicídio colectivo!

Mas, o pior de tudo, é que o povo não quer saber disto tudo, está saturado de tanta lavagem de roupa suja e, principalmente, de ninguém lhe explicar o que vem a seguir, de alguém lhes dizer: Isto vai ser difícil mas daqui a… vamos estar melhor!

Qual quê! Cada responsável que abre a boca só vem confundir mais. Falam todos no mesmo tom de sempre, as mesmas palavras de sempre. Vazias. Ocas.

E quem vai à farmácia, ao super, quem paga creches e lares da terceira idade, é quem olha com mais desdém e tristeza para isto tudo. Ainda bem que vem aí o Mundial. Ainda bem.

Desta vez à portuguesa sem bandeiras nas janelas, aqui e ali com o hino nacional, mas boa parte dos portugueses vai esquecer esta vergonha que é o país dos políticos durante alguns dias.
Que do país real, eles não sabem nada.

 

in Destak 14 | 06 | 2010



publicado por Luísa Castel-Branco às 10:40
link do post | comentar

2 comentários:
De joão almeida a 19 de Junho de 2010 às 21:47
Pois é caríssima Luisa, andamos para aqui neste rectangulo à beira mar plantado enleados com os nossos politicos e, hoje faz precisamente um dia que morreu um homem com H grande, um homem das letras, um homem da cultura, um amigo do Povo.
Por isso peço permissão e fazer um brinde ao Povo Português e a todos os homens honestos que se reviam em José Saramago.


De arnaldasilva a 2 de Julho de 2010 às 01:42

Vamos segredar ao vento para que a notícia se espalhe:

- reinventemos a Vida à semelhança dos restantes elementos da Natureza que, com grande sentido de responsabilidade, cumprem o seu verdadeiro desígnio.

São os verdadeiros «humanos»...

E decreto que ninguém possa exercer cargos políticos sem que:
-tenha vivido o nascer de um dia
- tenha trabalhado a terra
- tenha colhido os seus frutos
- tenha dormido ao relento numa quente noite de verão
- tenha dormido à sombra de uma árvore que generosamente estende os seus ramos
- tenha observado as estrelas numa noite de luar
- tenha sentido o desconforto do frio gélido por falta de agasalhos
- tenha sentido a fome pela escassez de alimentos
- tenha sentido a dor dos pais que pouco ou nada têm para dar aos seus filhos
- tenha sentido vergonha pelos idosos abandonados
- tenha viajado enternecidamente pelo nosso país para dele ter um conhecimento profundo
- Tenha.....
-Tenha.....


Comentar post

.links
.pesquisar neste blog
 
.mais sobre mim
.tags

. todas as tags

.arquivos

. Março 2013

. Janeiro 2013

. Setembro 2012

. Maio 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Fevereiro 2007

. Dezembro 2006

. Setembro 2006

blogs SAPO
.subscrever feeds