Quinta-feira, 6 de Setembro de 2012
6 de Setembro 2012

É sempre nos momentos mais difíceis que damos por nós a recordar o passado, principalmente os erros que cometemos, tudo o que faríamos de diferente.

Muitas vezes ouvi dizer "se soubesse o que sei hoje quando era nova..." . Mas na verdade o que teríamos feito se pudéssemos vislumbrar o futuro, o futuro dos  nossos erros?

Muitas das coisas más que nos aconteceram tiveram algo de positivo. Que seriamos nós sem essa aprendizagem,  sem termos escorregado e caído, e levantado de novo?

O pior é que com o passar das estações vamos perdendo as forças. A força da indignação, do sorriso, da lagrima sem vergonha mas principalmente a capacidade de sonhar.

E a vida sem sonhos não vale nada.

Talvez por isso mesmo olhamos para os jovens e reconhecemo-nos. Nesse abraçar do mundo em que tudo é possível.

Um dia alguem muito inteligente disse-me: O dificil não é viver. É saber viver."

E acredito piamente que ai está a enorme diferença entre os seres humanos.

Conheço pessoas capazes de serem felizes por ninharias. Pessoas que olham as dificuldades e dizerem "amanhã será melhor" com um sorriso genuíno no rosto.

Não falo dos pobres de espirito. Não, falo de gente que saboreia a vida como se cada dia fosse o ultimo.

Ai esta algo que eu gostava de aprender.

Isso e a capacidade de esquecer o que me magoou e os erros que fiz.

Enfim, nunca é tarde para acreditar que vai ser possível.



publicado por Luísa Castel-Branco às 09:50
link do post | comentar

3 comentários:
De Carla a 30 de Setembro de 2012 às 22:57
Muito bom o texto! Sou o tipo de pessoa que cai e sempre se levanta com um sorriso no rosto, apesar de ter passado a noite toda chorando! Para mim amanha sempre será melhor que o hoje!
Bj


De CINDA a 16 de Outubro de 2012 às 13:36
GOSTO DAS SUAS PALAVRAS.
MAS COMO ESTE MUNDO NÃO VIVE SÓ DE PALAVRAS FOI INDICAR UMA LOJA DE ROUPA GIRISSIMA
FICA EM OEIRAS-LISBOA

DONA POPELINE ESTÁ NO FACEBOOK
NÃO DEIXE DE VISITAR VAI GOSTAR

CINDA


De João a 6 de Novembro de 2012 às 12:19
É tudo assim
Destino o que tiver que ser sempre será.
Não tentes saber o que sinto
Tenta fazer-me sentir novas coisas e boas
Isso sei que sabes e consegues
Força...
É isso tudo e tudo
Se resume a isso
Nunca digas tudo o que queres....
Diz sempre mais do que tudo que possas querer
Para teres tudo que realmente desejas
Essa já eu aprendi
Pois dizia sempre o que achava ser suficiente querer
E nada tinha quase sempre
Agora exagero quase tudo, tudo mesmo
E tenho geralmente o suficiente para ir sorrindo de quando em vez
Exagero até na forma de te fazer sentires me
Por mim podes ser feliz...
Sei que se o fores alguma dessa felicidade será partilhada comigo
E agradeço!
E podes me deixar chamar-te amiga?
Um dia qualquer, essa amizade dá frutos vais ver
Chamados verdade e partilha, doces como tu amargos como eu
Agridoces e sem caroços!
Eu vivendo
E tu cheia de vida! Felizes pois
Eu acho que a infelicidade não existe
Ou é ínfima
Existe apenas.... Vida tal qual ela é
Dura
E indefinida
Ninguém sabe realmente para que nasceu
Até ter um filho.
Depois o filho que descubra que nós já não temos tempo nem é esse o nosso
sentido
Todos nascemos felizes e a chorar
Depois morremos a sorrir... sem saber porque
É a maior felicidade que se pode ter
Infelicidade mesmo é morrer
Por isso só somos infelizes a infelicidade só existe
Quando sabemos que no segundo seguinte estamos mortos
E isso infimamente acontece enquanto se espera só depois dela.


Comentar post

.links
.pesquisar neste blog
 
.mais sobre mim
.tags

. todas as tags

.arquivos

. Março 2013

. Janeiro 2013

. Setembro 2012

. Maio 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Fevereiro 2007

. Dezembro 2006

. Setembro 2006

blogs SAPO
.subscrever feeds