Terça-feira, 18 de Maio de 2010
Adeus Amigo, até amanhã

 

 

Não fui ver-te ao IPO porque sabia que o não querias. Estou certa que não quiseste que ninguém te visse, frágil, doente, nessa contagem decrescente e tão incrivelmente dolorosa para a morte.

E agora que partiste, guardo-te dentro de mim como a ultima vez que te vi, e ao mesmo tempo, tu e eu tão jovens e com a vida toda pela frente! Tu, o nosso cavaleiro andante, o revolucionário, o grande apaixonado. Haverias de cumprir aquilo que já então se adivinhava, e viveste de forma excessiva, as paixões, os vícios e tudo o resto.

Muita gente que te chora neste momento, e muitos conheceram-te bem melhor do que eu basta-me pensar nos teus filhos que tanto amaste, mas que queres, quando a amizade nasce tão cedo assemelha-se em tudo ao amor. Não me surpreendeu a tua morte, sempre pensei que partirias muito cedo. Viveste sempre a sorver cada dia como se fosse o ultimo, e pensei que um dia o teu coração se partiria de verdade.

Porque o teu coração estava tão cheio, Fernando! Qual D. Quixote armado apenas pela sedução dos ideais, o cigarro ao canto da boca e aquele ar de perdido, de quem busca algo que não sabe o que é. Somos do tempo das grandes conversas, do tempo em que havia tempo. Ainda que tu não conseguisses parar quieto, como se algo te perseguisse ou era apenas a tua urgência em te sentires livre.

Somos do tempo dos sonhos impossíveis e tu e eu andámos por aqui a fazer o que esperavam de nós. Sei que não encontraste a resposta para a pergunta que nunca descobriste qual era. Discordamos em tantas coisas. Mas agora, chegados aqui, tu partiste e não acreditavas (ou pelo menos assim dizias) que algo existisse depois da morte. Mas eu acredito.

Não sei em quê, nem como se chama, nem que forma tem. Mas sei que te verei novamente, um dia. E até lá, deixa-me que te beije uma vez mais, enquanto tu me dás piropos que eu sei não mereço.

 

 

in Destak 17 | 05 | 2010 


tags: ,

publicado por Luísa Castel-Branco às 12:31
link do post | comentar | ver comentários (2)


.links
.pesquisar neste blog
 
.mais sobre mim
.tags

. todas as tags

.arquivos

. Março 2013

. Janeiro 2013

. Setembro 2012

. Maio 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Fevereiro 2007

. Dezembro 2006

. Setembro 2006

blogs SAPO
.subscrever feeds