Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Luísa Castel-Branco

Nunca se diz vezes demais que amamos alguém

Luísa Castel-Branco, 09.06.08
De mariana a 5 de Junho de 2008 às 22:04
Adorei as suas palavras e fez-me repensar muita coisa, nas palavras não ditas que todos os dias receamos dizer por qualquer motivo, vergonha ou simplesmente porque achamos que não é necessário, por pensarmos que a pessoa sabe o que pensamos ou que sentimos por ela, mas é realmente um erro e não nos devemos de cansar de quando amamos alguém, seja pai, mãe, filho, amiga, enfim, esbanjarmos os nossos sentimentos é um dever e com certeza nos sentiremos melhor por o ter feito e assim nunca nos arrependermos do que não dissemos....Os meus pais ainda são vivos e ler as suas palavras, fizeram-me pegar no telefone e dizer-lhes o quanto os amava e senti-me bem por fazê-lo, beijos com amizade e admiração.
PS-Tou desejosa de ler o seu romance, prometo lê-lo e vir aqui dizer o que achei....
 
Querida Mariana,
Reproduzi aqui o seu comentário ao meu ultimo texto porque fiquei tão emocionada quando o li, que quis partilhá-lo com toda a gente.
São momentos como este, em que algo que escrevemos leva alguém a agir assim, que nos aquecem a Alma e nos fazem continuar a escrever, a acreditar.
Só alguém com um coração doce pode agir como fez depois de ler a minha confissão.
Porque Mariana, o mundo da Net proporcionou-me um espaço para abrir o meu coração, despir a couraça que tenho que utilizar no dia a dia ( não temos todos?) e abrir o meu coração.
Como fiquei feliz com as suas palavras e como os seus pais devem ser felizes por a terem como filha!
Não tenha nunca vergonha de dizer a alguém que ama, porque me parece que hoje em dia, mais depressa falamos de sexo do que de amor, do verdadeiro.
E espero que volte aqui com a sua opinião sobre o meu livro.
Muito lhe agradeço desde já e por favor, continue a ser exactamente quem é!
Um grande beijo para si.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.