Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Luísa Castel-Branco

"Alma e os Mistérios da Vida" ou como eu não tenho forma de agradecer!

Luísa Castel-Branco, 29.06.08

Luísa,
Adorei o seu livro "Alma e os mistérios da vida".
Sou mãe de uma menina de 7 anos. Antes de ficar grávida, eu não lia... devorava livros. Durante a gravidez perdi a capacidade de concentração e de certa forma o gosto pela leitura. Ultimamente só consigo ler os livros que de facto me despertam o interesse pela história que me contam ou pela forma como estão escritos. Quero dizer com isto, que em média leio um livro por ano, o que de certa forma me entristece, juro que faço muitas tentativas. O seu livro foi o 1º que consegui ler desde as férias do ano passado. Li o seu livro em 3 dias. Tenho que confessar que deixei muitas vezes as minhas obrigações para trás para o ler. Desde a 1ª página que ele me cativou. E este frenesi eu só senti em alguns livros como "O crime do padre Amaro" de Eça, O "Equador" de Miguel Sousa Tavares, "O Código Davinci" de Dan Brown, o "Alquimista" de Paulo Coelho ou "Diário" de Anne Frank, muitos parabéns, ADOREI.

 

Muito obrigada pelas suas palavras.

Destaquei o seu comentário, dos muitos que estou aqui a receber sobre o meu livro, como forma de agradecer a todos o carinho, o orgulho que sinto quando leio os comentários sobre ALMA.

Pode parecer estúpido, não sei se acontece com as outras pessoas que escrevem e sabem mais disto do que eu, mas sinto-me absurdamente frágil quando me falam do livro, quando penso no livro, quando tenho que falar sobre o meu livro.

Tive que o escrever porque a história, as personagens gritavam dentro de mim.

Mas tive e tenho medo de desiludir quem o lê.

Depois, quando li o seu comentário, recordei o tempo em que os meus filhos eram pequenos, e entre vários empregos, a lida da casa, o trabalho, eu tinha uma enorme dificuldade em conseguir ler um livro, encontrar algo que me prende-se a atenção do principio ao fim.

E sentia imensa vergonha porque sempre tinha sido uma leitora compulsiva.

Mas somos derrubadas pelo cansaço, físico e menta, e por isso foi tão lindo ler as suas palavras.

Do fundo do meu coração, muito, muito obrigada!

1 comentário

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.