Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Luísa Castel-Branco

O mundo está louco!

Luísa Castel-Branco, 15.07.08

As imagens surgiram no ecrã. Homens com armas, gente a correr.

Com certeza aquilo passava-se nos Estados Unidos, terra violenta, não havia duvidas. Ou em qualquer outro país que não conhecia a paz como nós.

Foi só quando levantou o som, e ouviu o relato dos acontecimentos que percebeu que aquilo era em Portugal, mais propriamente em... Loures? Mas então, era ali bem perto da sua casa! Impossível, isto não acontecia em Portugal.

Ao jantar, sentou-se agarrada às notícias para saber mais. Não que percebesse muito bem o que aqueles senhores diziam mas as imagens encheram-na de tal medo que nessa noite, as suas janelas ficaram todas trancadas.

No outro dia seguiu a história. E foi com espanto que ouviu a notícia que dois jovens de 22 anos tinham sido mandados para casa e, sobre os outros, nada.

Mas agora podia comprar-se armas? Andar a disparar pelas ruas? E ninguém vai preso?

Ela não percebia nada. Aliás, cada dia se sentia mais velha, mais desorientada e assustada.

O mundo não o reconhecia, e o seu mundo reduzia-se a duas ruas, uma ida ao super, outra à farmácia, conversas com algumas vizinhas e pouco mais.

Doíam-lhe as pernas e era cada vez mais difícil descer as escadas. Estava só, os seus 76 anos eram unicamente povoados por lembranças e uma tristeza pequenina, tão pequenina como a sua reforma que não lhe permitia comprar todos os medicamentos.

 

 
 in Destak 15 | 07 | 2008  

2 comentários

Comentar post