Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Luísa Castel-Branco

Ódio online

Luísa Castel-Branco, 24.07.08
 
 

O ódio, os insultos, as infâmias que encontramos no Destak online sobre o meu último texto foram para mim uma surpresa total. Não me passava pela cabeça que existisse tanta raiva, tanta maldade sobre seres humanos, que nascem com uma cor diferente da nossa, ou uma crença, ou orientação.

Se, por um lado, como diz o povo "casa em que não há pão todos ralham e ninguém tem razão", e perante a crise tão profunda que o País atravessa alguns se revoltem contra apoios dados a certas etnias, enquanto tanta gente não consegue fazer face às despesas mínimas, por outro lado, como se justificam os insultos, a pura maldade ao atacar alguém de outra cor, ao deturpar a história ao ponto de afirmar que a raça negra é toda igual, não trabalha e é a causa de conflitos onde quer que esteja, em qualquer país?

Defender a expulsão pura e simples de todos os emigrantes, nós que fomos e somos um país de emigrantes? Atacar a orientação sexual diferente da nossa, e uma vez mais considerando que quem escreve os comentários é detentor da verdade, da rectidão?

Afinal o que é que se passa? Porque é tão difícil encontrar uma palavra agradável, simpática ou elogiosa, uma notícia realçando algo de positivo, não grandioso mas positivo? Quantas pessoas por este país fora não lutam com dignidade pelo seu futuro, e ainda conseguem ser solidárias e de coração limpo? Que aconteceu a Portugal?

Fez-se uma Revolução para que o povo tivesse liberdade, os mesmos direitos a todos e a cada dia é maior o fosso entre os ricos e os pobres e a classe média desaparece? As imagens que nos chegam das sociedades em permanente violência e confronto são o resultado do caminho que o nosso país leva.

É com enorme tristeza que escrevo estas palavras. O que será do futuro dos meus filhos e da minha neta?

 

 In Destak 22 | 07 | 2008  

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.