Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Luísa Castel-Branco

AMANHÃ PODE CHOVER QUE O DIA CONTINUARÁ BONITO DE SE VIVER

Luísa Castel-Branco, 05.12.06

Pode parecer, não sei o quê, e na verdade não me importa.

Porque o que importa é dizer-vos obrigada, a todos os que gastaram o seu tempo a enviar comentários e emails sobre este Blog, sobre esta proposta de mudança, minha e dos outros.

Sabe sempre bem ler palavras elogiosas sobre nós, sobre o nosso trabalho, sobre as palavras que escrevemos.

Mas, existem momentos na vida em que cada uma dessas palavras vale ouro, vale um sorriso na face, um olhar mais doce sobre os dias, como se cada um de vós fosse responsável pelo dia de amanhã.

Por favor, não quero que ninguém corra o risco de se sentir enganado por mim.

Ao longo destes poucos anos de exposição publica, muitos, a grande maioria tem-me definindo como uma mulher forte, cheia de certezas e em paz consigo mesma.

Mas aqui me confesso e na verdade não sou essa que me vêem , mas outra que procura isso tudo.

Tenho algumas certezas inabaláveis, como seja o amor pelos meus filhos e pela minha neta que ultrapassam tudo, todos, até a mim.

Mas quem não tem?

Tenho mais duvidas do que certezas, mais perguntas do que respostas, medo de falhar e vivo o dia a dia numa busca da tal paz interior que me juram que existe.

Todos vós que me escrevem, me falam na rua, me ralham pelo cigarro na boca, enfim, pessoas que não esperam nada de mim e contudo me perguntam se a minha saúde vai melhor, fazem-me sentir acarinhada.

A todos obrigada. A todos o meu compromisso de continuar a ser eu mesma, com todos os defeitos e limitações e medo da vida

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.