Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Luísa Castel-Branco

Mariana Gomes disse sobre Insónias. E hoje não há luar!

Luísa Castel-Branco, 23.05.09

     

 

Caros colegas e amigos,
Está decerto ainda presente em vós a imagem da Alexandra, a menina russa que vivia na família de acolhimento em Barcelos, onde aprendeu, a partir dos 17 meses o significado da palavra família: amar, cuidar, alimentar, proteger, …..
De repente, é entregue á sua mãe biológica, que como também vimos, não deverá apresentar as mínimas condições para exercer o seu papel (…. Já não estamos a questionar aquilo que não sabemos).
Por essa razão, um grupo de seis pessoas, no qual eu me incluo, decidimos actuar e não apenas comentar ou lamentar a tremenda injustiça praticada com esta pobre menina.
Para esse efeito, criámos um blog :
http://xaninhanossa.blogspot.com onde está o link para uma petição com o fim de a trazer de volta ao país da sua nacionalidade, à família onde ela conheceu o significado da palavra amor, …….
Peço-vos que vão consultando o blog, o divulguem ao máximo aos vossos amigos e conhecidos. Somos pequenos mas queremos tornar-nos GRANDES, porque queremos TRAZÊ-LA de volta e trazer-lhe a felicidade que foi interrompida…..
NÃO VAMOS PARAR…..
TODOS OS VOSSOS CONTRIBUTOS PARA ESTA CAUSA SERÃO MUITO APRECIADOS.
POR FAVOR, DIVULGUEM E CONSULTEM O BLOG ONDE SERÃO PERMANENTEMENTE DIVULGADAS AS NOSSAS ACÇÕES PARA TRAZER A MENINA…
HÁ UMA CERTEZA: NÃO VAMOS DESISTIR!!!!!!!!
Estou muito grata pela vossa atenção.
Para aqueles que simplesmente não aceitam os moldes em como a Xaninha foi "trocada", por favor visitem o Blog
http://xaninhanossa.blogspot.com
e assinem a petição
http://www.peticao.com.pt/alexandra

Peço-vos que por momentos se coloquem, na mente desta menina, e perguntem a vocês se o que se passou (entrega da Xaninha) e um rapto, teve alguma diferença!!!!!

Dália Liberato,
Miguel Macedo,
Isabela Castelar,
Sofia Ribeiro,
Mariana Gomes
Zarita Eanes

 

 

Agradeço o envio da informação.

Têm razão. Basta meia duzia para fazer a diferença.