Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Luísa Castel-Branco

A Amizade

Luísa Castel-Branco, 17.11.11

 

14 | 11 | 2011 
 

Há muito tempo que vimos adulterando o significado da palavra Amizade. Hoje conundimo-la com as pessoas que conhecemos, e nada mais.
Contudo, a Amizade é um sentimento tão forte e poderoso como o Amor.

Um amigo é alguém que nos conhece e aceita como somos na realidade, com todos os nossos defeitos. Alguém que está à distancia de um telefonema, a qualquer hora, a qualquer momento. Alguém que nos diz a verdade, que nos abana e ao mesmo tempo está sempre disponível para nos aconchegar. A Amizade não conhece inveja, mesquinhez. Não guarda rancor nem segredos.
Por isso mesmo, a Amizade é um bem maior do que o Amor. Não existe contabilidade na Amizade, eu dei e tu não, nada disso.

Nestes momentos tão difíceis que estamos a passar, e perante um futuro próximo que não augura boas noticias, talvez nunca tenha sido tão necessário, tão importante ter um Amigo.
Porque mesmo quando fingimos que não sabemos, a verdade é que cada um de nós sabe exactamente quem é essa, ou com sorte, essas pessoas com quem podemos contar até ao fim da nossa vida.

Também todos temos a nossa parte de desilusões. De certezas que possuíamos sobre o outro e de repente nos deparamos com a morte daquilo que era uma Amizade.
E se o tempo tudo cura, não conheço cura ou remédio para esta dor.
Contudo, quem no final deste penoso caminho que estamos a percorrer, onde a crise financeira se mistura com a ausência de valores e de sonhos, quem no final estiver ao nosso lado saberá honrar a palavra Amizade. Que sejamos nós capazes de fazer o mesmo.

 

in Destak

14 | 11 | 2011